Questões de civilização

A Estátua de Sal

(Alexandre Abreu, in Expresso Diário, 29/11/2018)

abreu

(Há mesmo “questões de civilização”, e elas transcendem, em muito, o gostar ou deixar de gostar de touradas. Ser contra a escravatura, ser também contra o trabalho à jorna,  são posturas político-ideológicas que relevam, indubitavelmente, de “questões de civilização”.

Parabéns ao autor pela actualidade do tema e pela acutilância da argumentação. Doa a quem doer convém sublinhar aos olhos dos nossos políticos – sejam do Governo, sejam da oposição -, alguns dos pontos da fronteira que separa a civilização da barbárie.

Comentário da Estátua, 29/11/2018)


Trazendo justiça a um caso especialmente chocante, a Autoridade para as Condições de Trabalho multou esta semana a Corticeira Fernando Couto em mais de trinta mil euros por causa do tratamento a que sujeitou uma trabalhadora. A empresa começou por despedir a trabalhadora em questão alegando a extinção do seu posto de trabalho, mas foi posteriormente obrigada a reintegrá-la…

Ver o post original 521 mais palavras

Anúncios

Taxa de desemprego cai para 11,7% em outubro, diz IBGE

Moroz Comunicação

País ainda tem 12,4 milhões de pessoas sem emprego

desemprego

A taxa de desocupação fechou o trimestre móvel no mês de outubro em 11,7%, caindo 0,6 ponto percentual em relação ao trimestre anterior (maio/julho), quando a taxa foi 12,3% – confirmando que o desemprego continua em queda no país.

Ainda assim, o país fechou o trimestre móvel encerrado em outubro com uma população de 12,4 milhões de pessoas desempregadas, número que, no entanto, registra 4% inferior ao do trimestre encerrado em julho – menos 517 mil pessoas sem emprego.

As informações foram divulgadas hoje (29), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e fazem parte da pesquisa nacional por amostra de domicílio – Pnad Contínua. Em relação ao mesmo trimestre móvel de igual período do ano passado, quando a taxa de desemprego estava em 12,2%, com queda de -0,5 ponto percentual.

Os dados do IBGE indicam que a população ocupada…

Ver o post original 307 mais palavras

“Quero ser líder! Mas como?”

Opinião RH

Certo jovem foi procurar uma vidente para que pudesse ver o seu futuro. Depois de entrar na tenda e assentar-se, a vidente olhou em uma bola de cristal e disse: “Você será pobre e infeliz até os 40 anos de idade.” Então, ele perguntou: “E depois, o que acontece?”  Ela respondeu: “Depois você se acostuma!”

Quantas pessoas tem uma história semelhante a testa. Vivem uma vida medíocre, improdutivos e infelizes, e depois disso, se acostumam.

O Dr. John Maxwell declarou que “Tudo sobe ou desce, cresce ou desaparece devido a liderança”. Uma boa liderança faz acontecer. Uma má liderança é capaz de sabotar o crescimento ou destruir o que já foi construído.

Ver o post original 1.103 mais palavras

ONDE QUERO ESTAR DAQUI 5 ANOS?

TÊTE-À-TÊTE

Esta é uma pergunta que você deveria estar se fazendo. Onde quer estar daqui a cinco, dez, quinze ou vinte anos? Com quem quer estar? Aonde quer chegar, que postos ou cargos quer assumir e como gostaria de ser conhecido?

Já escolheu a marca do carro que vai usar e o tipo e tamanho de casa em que  vai morar? Certamente ela será construída em uma linda propriedade cercada por muitas árvores e jardins floridos, não é mesmo?

Terá uma lareira na sala, ar condicionado em todas as peças, televisores smart em todos os quartos, piscina, ofurô, e, o que mais mesmo? Sei. Tudo o que existir de melhor!

Os jardins serão o palco de muitas correrias e brincadeiras de todos os tipos. E os atores, aqueles dois ou três pequeninos que tomarão toda sua atenção quase que em tempo integral. Seus filhos? Sim. Eles mesmos!

Você chegará do trabalho…

Ver o post original 292 mais palavras

Os 5 momentos mais importantes na luta contra o preconceito e o racismo

Ao longo do século XX, a humanidade presenciou importantes momentos que ajudaram e marcar a luta contra preconceitos que permeiam as sociedades há séculos.

A luta contra o racismo e a garantia dos direitos humanos aos negros, mulheres e homossexuais foram alguns dos movimentos mais significativos durante as últimas décadas.

Ainda existem inúmeras barreiras a serem ultrapassadas, mas com certeza os seres humanos já deram um grande passo contra a discriminação, seja ela racial, social ou sexual.

Confira alguns dos momentos que retratam o combate contra a intolerância e preconceito no mundo!

1. O fim do Apartheid

Apartheid - Banco

A África do Sul viveu um dos maiores regimes de segregação racial do século XX: o Apartheid.

A população negra da África do Sul, sob o governo de uma minoria branca europeia, enfrentou severas restrições de liberdade e dos direitos humanos por séculos.

No entanto, oficialmente o regime do Apartheid perdurou por mais de 50 anos (1948 – 1994).

Um dos grandes símbolos da luta pelos direitos dos negros foi Nelson Mandela, um dos líderes do Congresso Nacional Africano, que passou 27 anos na prisão por ajudar no combate contra o governo do apartheid sul-africano.

Nelson Mandela

Mandela foi eleito o primeiro Presidente da República negro da África do Sul, durante as primeiras eleições multirraciais daquele país, em 1994.

O fim do absurdo que caracterizava o Apartheid configurou um gigantesco passo contra os ideais de segregação racial no mundo.

Aliás, foi em homenagem ao episódio do Massacre de Shaperville(um dos mais tristes e violentos do Apartheid) que a Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Dia Internacional contra a Discriminação Racial, celebrado anualmente em 21 de março.

Entenda aqui: O que foi o Apartheid.

2. A primeira mulher negra a estudar numa escola para brancos nos EUA

Elizabeth Eckford - Racismo

Do outro lado do mundo, em meados da década de 1950 e 1960, os afro-americanos também travavam uma constante batalha contra o racismo nos Estados Unidos.

A partir da aprovação de uma lei que começava a forçar o fim da segregação racial no país, várias escolas norte-americanas foram obrigadas a aceitar alunos negros em suas instituições de ensino.

Até então, os afrodescendentes só podiam estudar em colégios destinados exclusivamente aos negros.

Os primeiros alunos negros a frequentar escolas para brancos sofreram severos ataques físicos e verbais da sociedade local, principalmente das instituições de ensino do sul do país.

Elizabeth Eckford foi uma primeiras estudantes afro-americanas a frequentar o Little Rock Central High School, em Little Rock, no estado de Arkansas.

Com uma população de alunos predominantemente formada por brancos conservadores, Elizabeth Eckford foi duramente atacada e mal recebida na escola. A sua persistência e força ao enfrentar os diversos insultos no colégio foi registrada pelos jornalistas da época.

A sua imagem ficou marcada como uma das mais icônicas da resistência contra a intolerância e ignorância que caracteriza o racismo.

Ver também: 6 Livros sobre Racismo que todo mundo deveria ler.

Dorothy Counts - Racismo

Outras estudantes que também enfrentaram duras agressões durante o processo de “miscigenação racial” das escolas americanas, se transformaram em ícones da luta pelos direitos cíveis dos negros nos Estados Unidos, como Dorothy Counts, primeira negra a ingressar aHarry Harding High School, em Charlotte, no estado da Carolina do Norte.

3. Morte de Martin Luther King Jr.

Martin Luther King Jr

Sem sombra de dúvida, Martin Luther King Jr. é considerado uma das personalidades mais emblemáticas na luta contra o racismo nos Estados Unidos e em todo o mundo.

A sua posição e grande paixão por garantir os direitos civis da população afrodescendente fez com que ganhasse inúmeros inimigos ao longo da vida.

A partir de uma postura em prol da “não violência” e do “amor ao próximo”, Luther King foi consagrado em 1964 com o Prêmio Nobel da Paz em resposta ao seu trabalho contra a desigualdade racial.

O assassinato de Luther King, em 4 de abril de 1968, impulsionou uma série de ações para travar o racismo na América e em todo o planeta.

Em sua homenagem, ficou estabelecido nos Estados Unidos, desde 1986, o Dia de Martin Luther King (celebrado na terceira segunda-feira de janeiro).

Conheça outras personalidades negras que mudaram o mundo.

4. Revolta de Stonewall

Bandeiras LGBT

O combate contra o preconceito não está só focado em questões raciais, mas também de gênero.

A partir de meados do século XX, grupos de homossexuais começaram a se organizar com o objetivo de garantir igualdades nos seus direitos civis e sociais.

Nos Estados Unidos, a Revolta de Stonewall (28 de junho de 1969) marcou um dos episódios mais importantes do movimento LGBT.

Marcha dos Direitos LGBT - New York

Neste caso, a invasão abusiva da policia ao bar Stonewall Inn, em Nova Iorque, desencadeou uma intensa e violenta rebelião entre os frequentadores do local, que eram majoritariamente homossexuais.

Vale lembrar que entre as décadas de 1950 e 1960, os homossexuais estadunidenses enfrentavam uma legislação e um sistema jurídico totalmente anti-homossexuais.

A resistência em Stonewall espalhou por todo o país uma onda de protestos em prol dos direitos LGBT. Aliás, foi a partir deste episódio que surgiram as primeiras Paradas do Orgulho Gay, eventos que buscavam conscientizar a população sobre a ideia da igualdade entre os direitos de pessoas com diferentes orientações sexuais. 

Os homossexuais continuam na luta por garantir seus direitos civis, mas já obtiveram significativos avanços em várias regiões do mundo.

A aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo, por exemplo, constitui uma grande vitória da comunidade LBGT contra o preconceito e a homofobia.

Se você quer saber mais sobre o assunto, veja também o significado da Homofobia.

5. Mulheres conquistam direito de votar no Brasil

Mulher votando

As mulheres também sempre foram alvo de preconceitos nas sociedades predominantemente machistas.

No Brasil, a conquista do direito ao voto nas eleições democráticas foi uma das vitórias mais significativas do gênero feminino no século XX.

Foi em 24 de fevereiro de 1932 que as mulheres brasileiras passaram a garantir o direito de manifestar a sua democracia nas urnas durante as eleições.

Mas, a luta das mulheres por uma igualdade de direitos e deveres entre os gêneros é bastante antiga. Os movimentos feministas no Brasil começaram a se intensificar ainda durante o século XIX.

Atualmente, no entanto, a luta contra o preconceito também permanece constante para as mulheres. É certo que vários avanços já foram feitos, mas a desigualdade entre os gêneros ainda é alarmante e medidas ainda precisam ser tomadas para evitar a misoginia e outras formas de violência contra a mulher.

Se você quer saber mais sobre este assunto, confira o significado de Misoginia e da Igualdade de gêneros.

Saiba mais sobre o significado do Racismo e do Preconceito.

AFINAL, O QUE É TIPICIDADE CONGLOBANTE?

CURSO E BLOG RUMO À DEFENSORIA PÚBLICA

Oi pessoal, tudo bem?

Aqui é Roberto de novo, hoje vou tentar passar, de um jeito simples, um assunto que uma aluna pediu lá no meu Instagram, vamos lá.

Vamos falar hoje sobre a famosa, e tão injustiçada, teoria da tipicidade conglobante, criada por Eugênio Raul Zaffaroni (aliás quem tiver tempo sobrando – tá, desculpa rs – o manual dele é muito legal de ler).

Primeiro vamos direto na fonte e ver o que o próprio autor diz, assim a gente já tira os zumbidos doutrinários da cabeça e foca só no que realmente importa.

“A lógica mais elementar nos que o tipo não pode proibir o que o direito ordena e nem o que ele fomenta. Pode ocorrer que o tipo legal parece incluir estes casos na tipicidade, como sucede com o oficial de justiça, e no entanto, quando penetramos um pouco mais do alcance da norma que…

Ver o post original 345 mais palavras

Dia do Técnico de Segurança no Trabalho

Filipe Miguel

O Dia do Técnico de Segurança no Trabalho é comemorado anualmente em 27 de novembro.
Esta data homenageia os profissionais que têm como principal responsabilidade garantir a segurança e proteção dos demais colegas de trabalho.
Para tanto, os Técnicos em Segurança no Trabalho certificam-se que todas as medidas preventivas para evitar acidentes sejam tomadas, assim como tentam garantir que a saúde dos trabalhadores não seja afetada pelas atividades ocupacionais cotidianas.
No dia 27 de novembro também é celebrado o Dia do Engenheiro de Segurança do Trabalho.
Essa profissão remonta à primeira metade do século XX, sendo desenvolvida na altura principalmente por profissionais da saúde, até que foi regularizada em 1985.
A escolha desta data é uma homenagem à lei nº 7.410, de 27 de novembro de 1985, responsável por regularizar as profissões de Técnico de Segurança do Trabalho e de Engenheiro de Segurança do Trabalho.

Mensagem
Obrigado pelo cuidado, dedicação…

Ver o post original 87 mais palavras

Perfeccionismo não é qualidade!

Andrea Pavlo

Nos tempos antigos, tipo quando eu era recém formada, passei por um longo período fazendo entrevistas de emprego. E numa dessa, lá pelas tantas, lembro de ter travado, completamente, quando o recrutador pediu que eu dissesse três defeitos e três qualidade minhas (espero que esse ser humano esteja com vergonha das coisas que fazia nos anos 2000). Eita perguntinha idiota e que nunca, jamais, iria medir o que a pessoa realmente pensa sobre si mesma. Mas eu, recém formada, desesperada por qualquer emprego que fosse, travei.
Quando contei isso para uma amiga ela disse “Por que você não falou perfeccionismo?”. Eu fiquei brava. Disse que, primeiro eu não era aquilo, e segundo isso não é uma qualidade. Ela retrucou dizendo que todo mundo achava isso uma qualidade e que uma empresa adoraria ter alguém perfeccionista no seu hall de trabalhadores.
Como eu não peguei o emprego, supus que ela realmente…

Ver o post original 308 mais palavras

Garota indígena de 13 anos é indicada ‘Nobel infantil’ da paz

VIVIMETALIUN

https://media.globalcitizen.org/thumbnails/58/4b/584b2563-4b88-4701-8d55-120dce1ef622/autumn_peltier_social.jpg__1500x670_q85_crop_subsampling-2.jpg

Ela tem apenas 13 anos, mas já está fazendo história ao ser nominada para nada menos do que o Global Children’s Peace Prize, considerado o ‘Nobel infantil da paz’. Natural da reserva indígena de Wikwemikong, em Ontário, no Canadá, Autumn Peltier se destaca pelo trabalho em defesa do meio ambiente.

Mesmo com pouca idade, a jovem já acumula uma ficha curricular que inclui encontro com alguns dos principais líderes mundiais. Peltier esteve na linha de frente de uma marcha em defesa da água, além de ter sido responsável por introduzir o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, na Assembleia Geral das Nações, em 2016.

“Eu gosto de dividir a minha ideia de que a água é sacralizada. A Mãe Terra não precisa da gente, nós é que precisamos dela”, disse a pequena ativista.

O mar de inspirações navegado por Autumn é vasto. Em novembro do ano passado, por exemplo,  ela…

Ver o post original 162 mais palavras

Como o ambiente pode influenciar no desenvolvimento?

Apego Design

three toddler eating on white table Foto por Naomi Shi em Pexels.com

Você já ouviu falar em Ambiente Preparado? Não? Mas em quartinho montessoriano com certeza já, né! E se eu te disser que as duas coisas tem tudo a ver e que são parte de um mesmo método de aprendizagem (ou seria filosofia de vida)?

Maria Montessori foi a médica e pedagoga criadora do Método Montessori, e seus estudos sobre desenvolvimento infantil vão muito além de colocar a caminha do seu filho rente ao chão, como muitos por aí pregam.
Para ela, esse desenvolvimento acontece através de “planos” – em cada fase da vida, a criança possui necessidades e comportamentos específicos, resguardando-se a individualidade de cada uma. Com base em anos de observações e testes, ela traçou perfis gerais de comportamento e de possibilidades de aprendizagem para cada faixa etária, propondo a organização ambiental e o uso de materiais mais adequados para cada…

Ver o post original 1.140 mais palavras