Mulheres têm duas vezes mais chance de ter câncer de pulmão

Farmacêutico Márcio Antoniassi

Nesta terça-feira (27), Dia Mundial de Combate ao Câncer, oncologista ressalta que tumor é o que mais mata no Brasil e está crescendo entre as mulheres.

mulher fumanteMulheres têm duas vezes mais chance de desenvolver câncer de pulmão, de acordo com o oncologista Marcelo Cruz, colaborador do Oncoguia. O dado será um temas debatidos no 2º Fórum Temático Oncoguia sobre Câncer de Pulmão realizado nesta terça-feira (27) em São Paulo. Ele explica que, apesar da incidência desse tipo de tumor ser menor do que o câncer de mama em mulheres, é o que mais mata e está crescendo entre elas. “A mulher que fuma tem maior risco de desenvolver câncer de pulmão do que o homem que fuma. Ainda não se sabe precisamente a causa, mas elas são mais suscetíveis à doença”, afirma.

O câncer de pulmão é o mais frequente e letal do mundo e o que mais mata no Brasil. No país…

Ver o post original 667 mais palavras

Anúncios

O Plenário É Soberano

Letras Livres

Na Câmara Municipal de Natal, nesta terça (4), vereadores confundiram até eles mesmos. Emenda sobre isenção de pagamento de idosos a partir dos 60 anos faz bancada de oposição jogar um contra o outro contra a opinião pública.

O projeto da prefeitura diz que, na licitação, as empresas não cobrarão mais dos idosos em dez anos. A emenda do vereador Sandro Pimentel (PSOL) diz que, em até cinco anos, a prefeitura tem que dar a gratuidade para os idosos a partir de 60 anos. Já a emenda da vereadora Ana Paula (esposa do ex-vereador Júlio Protásio), do PSDC, quer a gratuidade de imediato.

De imediato a Prefeitura do Natal já disse que não tem como fazer sem aumentar a tarifa, tendo em vista que quem paga a passagem inteira arca com todas as gratuidades.

Fato é que nessa discussão, a vereadora Ana Paula disse que votar na emenda de Sandro…

Ver o post original 80 mais palavras

Estudo mostra que 23% dos jovens brasileiros não trabalham nem estudam

ALÉM DE ECONOMIA

Cerca de 23% dos jovens brasileiros não trabalham nem estudam, um dos maiores percentuais entre os países da região da América Latina e do Caribe, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) divulgada na segunda-feira (3) e que teve apoio operacional do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG), vinculado às Nações Unidas.

O estudo do IPEA faz parte de uma pesquisa regional intitulada “Millennials na América Latina e no Caribe: trabalhar ou estudar”, que entrevistou mais de 15 mil jovens entre 15 e 24 anos, em nove países da América Latina e do Caribe — Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Haiti, México, Paraguai, Peru e Uruguai.

A pesquisa refuta a ideia de que esses jovens sejam improdutivos, destacando que 31% deles, principalmente homens, estão à procura de trabalho, e mais da metade, 64%, dedicam-se a trabalhos de cuidado doméstico e familiar, o que ocorre…

Ver o post original 451 mais palavras

Exercício: faça o que puder, mas faça

EUA lançaram nova edição de recomendações contra o sedentarismo que valem para todas as idades

caminhadaidososbrasil

O governo norte-americano divulgou, em meados de novembro, a segunda edição de recomendações para combater o sedentarismo. Com o título de “Physical Activities Guidelines for Americans”, essas diretrizes vêm substituir a versão anterior, de 2008, e são resultado de dois anos de estudos que não deixam dúvidas sobre a relação entre atividade física e o quadro geral de saúde. A primeira constatação das pesquisas foi a de que ficar sentado representa um problema maior do que simplesmente não se exercitar. Ainda não há como quantificar o limite de tempo para o sedentarismo, mas, como esse blog já noticiou, há uma espécie de reação em cadeia provocada pela inatividade que conduz ao risco aumentado para doenças crônicas, como diabetes, demências e acidentes vasculares encefálicos (popularmente conhecidos como derrames).

A recomendação para se exercitar não tem como…

Ver o post original 259 mais palavras

O paradoxo da produtividade e aumento do trabalho improdutivo como sintoma do agravamento da crise do valor

Baierle & Co.

Por Rall Canti:

“A forma encontrada para driblar o colapso total da produção capitalista foi jogar para um futuro incerto a realização da mais-valia, através de um crédito que se refinancia à velocidade da luz. Como a valorização não pode mais se dar na produção automatizada que dispensa o “trabalho abstrato”, substância do valor, as máquinas dos bancos centrais são postas em movimento para imprimir dinheiro sem substância, para tapar os buracos abertos no sistema financeiro pelo crédito malparado. O mercado ajuda conforme seus interesses, rolando as dívidas contraídas no passado e no presente para serem resolvidas não se sabe quando; os créditos podres, sem pagadores à vista, são sepultados para sempre; as especulações financeiras e nas bolsas passam a ser vistas como partes da “normalidade” econômica. O capitalismo só se sustenta fraudando seus fundamentos com a produção de capital fictício pelo Estado e pelo setor privado. A naturalização da…

Ver o post original 4.018 mais palavras

Descubra a idade dos filhos

Anderson Barros

Jarbas: “Mariclaudinete, qual é a idade de seus 3 filhos???”

Mariclaudinete: “A soma de suas idades é 13, seu produto é igual a tua idade.”

Jarbas: “Desculpe, mas estão faltando dados!”

Mariclaudinete: “Tens razão, o maior tem o cabelo ruivo”

Jarbas: “Ah…agora sim consigo adivinhar!!!”

Quais são as idades dos 3 filhos de Mariclaudinete???

solução

Visto que a soma das idades deve ser igual a 13, temos 14 possibilidades (excluindo os casos em que algum filho tem 0 anos, pois em tal caso o produto seria 0, que não é a idade de Jarbas). Destas 14 possibilidades, somente 2 casos (1,6,6 e 2,2,9) nos quais o produto dá o mesmo resultado (36). Visto que faltam dados para Jarbas, ele necessariamente deve ter 36 anos.

Então a resposta é (2,2,9) pois há um filho maior, segundo o enunciado do problema.

Ver o post original

Indulto de Natal – Vamos deixar de ser ridículos

Cenário Capital

Hipocrisia não cabe na gestão de uma Nação. Vamos deixar isso claro. Cada qual puxa a brasa para sua sardinha. Quando uma decisão é tomada favorável a esquerda da política, sofre críticas da direita; quando favorável à direita, sofre críticas da esquerda.

Para cada qual de nós, cidadãos, a culpa recai sobre o Supremo Tribunal Federal. Cada qual pretende que as decisões sejam favoráveis aos nossos conceitos. Chegamos a ser ridículos nessas posições. A Constituição é clara e define que:

“O Supremo Tribunal Federal (STF) é o órgão máximo do Poder Judiciário e sua função é proteger a Constituição da República Federativa do Brasil, que é a norma mais importante do país.

Assim, analisa os recursos que tratem de alguma ofensa à CR/88 e também é responsável por analisar alguns assuntos, que, pela natureza, devem ser julgados exclusivamente pelo STF. Toda a matéria de competência do STF está disposta no…

Ver o post original 827 mais palavras