10 formas simples para combater o estresse nos estudos

Sabe quando você recebe os resultados da correção das últimas provas após uma maratona de estudos?

Você estudou tanto e quando vê suas notas não acredita, não conseguiu acertar aquelas questões que considerava mais fáceis!

E os pensamentos ficam saltando na sua cabeça “não consigo memorizar o que estudo”, “tenho memória ruim”, “como vou passar no vestibular desse jeito”!

Você se sente pressionado a obter melhores resultados e sente até dor de cabeça por estudar demais.

Esses são sinais de esgotamento. O estresse nos estudos aparece geralmente antes ou durante a realização de testes. Os sintomas podem ser físicos e mentais e, geralmente, inibem sua capacidade de agir da melhor maneira possível e isso inclui seu desempenho nas provas, ENEM, vestibular e concursos públicos.

Para combater o estresse nos estudos, primeiro você precisa entender as razões por trás e identificar alguns sinais. Então você pode experimentar métodos recomendados por especialistas para reduzir as pressões que sente.

E se você é um estudante esperto fará uma pausa para ler e escolher uma maneira que o ajudará a superar o estresse nos estudos. Confira!

Entenda o que é estresse

estresse_nos_estudos-excesso_taticas_de_estudo_quando_o_estudo_nao_rende_como_memorizar_os_estudos_nao_consigo_memorizar_o_que_estudo_dor_de_cabeça_por_estudar-demais_como_decorar_os-assuntos_da_prova

O estresse é a reação do corpo a um desafio. E se você chegou até este texto cansado irá considerar que todo o estresse é ruim, mas esta reação pode ser boa em algumas situações. Por exemplo, a emoção e ansiedade antes de uma festa é um tipo de “estresse positivo”.

De acordo com o médico Dr. Drauzio Vallera, o estresse produz uma reação fisiológica em seu corpo, te deixando em estado de alerta, processo chamado de “combate ou fuga”.

Na prática nosso corpo está preparado para fugir do estressor ou ficar por perto e lutar, é uma defesa natural do organismo. Por exemplo, num acidente, seu corpo irá reagir para escapar da situação.

O problema está quando você é exposto a muitas situações desafiadoras e estímulos estressores por um longo período; isso pode levar você a sofrer de estresse crônico.

A médica psiquiatra do Hospital das Clinicas da USP, Alexandrina Meleiro, expressou bem os efeitos do estresse crônico: “O estresse age como os cupins que vão roendo a madeira até sobrar só uma capa externa de verniz.”.

O fato é que quando não reduzido ou administrado o estresse nos estudos pode se tornar crônico e irá afetar sua saúde.

Veja alguns sintomas abaixo e se você perceber que está com estresse crônico procure ajuda de um profissional especializado.

Estresse nos estudos e seus efeitos

Existem 4 tipos principais de sintomas de estresse: físico, emocional, cognitivo e comportamental. Confira alguns dos tipos de sinais que podem indicar que você está com estresse nos estudos!

Sinais que seu corpo está estressado

Fica doente com mais frequência do que o normal, dores de cabeça, náusea, dificuldade para dormir, azia ou indigestão, cansaço extremo.

Sentimentos e emoções a “flor da pele”

Sem paciência, mais tristeza e aquela sensação de depressão, inquietação, quer ficar isolado.

Desempenho nos estudos

Não consegue se concentrar, não consegue memorizar o que estuda, lê um texto e se esquece do que leu logo depois, têm problemas em lembrar coisas, como tarefas de casa ou prazos de provas.

Sinais de estresse percebidos no seu comportamento

Passa a comer mais ou deixa de comer, começa roer as unhas, às vezes está mais acelerado e agitado e às vezes está mais lento, costumava ser todo organizado e agora se atrasa pra tudo, fica irritado facilmente com as pessoas, resmunga até com seus melhores amigos, sempre de mau humor.

10 formas para reduzir o estresse nos estudos

Atitudes de gerenciar ou reduzir o estresse nos estudos incluem:

1. Aprenda técnicas de estudo

Uma das causas do estresse nos estudos é o medo de você não ter estudado o suficiente. Ao utilizar técnicas para melhorar seu desempenho, você pode reduzir esse medo.

Procure seu professor ou tutor da sala para ajudar a explicar conceitos, utilize cartões para estudar e memorizar, enfim, invista em técnicas e táticas de estudo para aprender com mais eficiência, isso pode fazer toda a diferença.

2. Faça simulados para provas

Você passará por maior estresse nos dias de provas e exames. Para minimizar os efeitos da ansiedade prepare-se antes fazendo simulados das provas, não apenas resolvendo as questões de concurso e provas antigas sobre os conteúdos das disciplinas.

Simule também o ambiente de prova, use apenas os materiais permitidos e utilize um cronometro para praticar as condições do exame.

Esta tática de estudo irá te ajudar a se familiarizar com condições de teste e reduzir seu estresse no dia da prova.

3. Cuide de sua alimentação

Isso significa prestar atenção a sua dieta, comer bem e corretamente. Por exemplo, muita cafeína pode aumentar os sintomas físicos do estresse nos estudos.

É um erro comum dos estudantes quando estão cansados, ou após uma noite mal dormida, recorrerem a “litros de café” e isso só piora o quadro de ansiedade.

Consulte uma nutricionista para saber quais são os melhores alimentos que podem dar mais disposição, ser bons para memória e concentração.

4. Durma o suficiente

Se você está ansioso por causa de uma prova talvez perca o sono, ou fique estudando até tarde e durma menos que o recomendado para sua idade (7 a 8 horas para a maioria das pessoas).

Os médicos são claros quanto a isso, se você não dormir o suficiente irá prejudicar sua memória e as habilidades de raciocínio, isso irá prejudicar seu desempenho nos estudos e tornarão seus dias na sala de aula muito mais difíceis.

5. Aprenda sobre gerenciamento de tempo

Se você esta preocupado com provas e exames não precisa adicionar ainda mais estresse com atrasos e menos tempo para fazer o teste como resultado de um bloqueio no trânsito ou de uma alteração de local do concurso.

Previna essas situações para ter tempo suficiente nos dias de provas importantes como vestibulares e concursos públicos.

No colégio muito se ensina sobre matemática e português, mas pouco se fala sobre como gerenciar melhor o tempo para ser mais produtivo nos estudos e na vida.

Se você quer ser uma pessoa bem sucedida aprenda técnicas de gerenciamento de tempo; faça um cronograma de estudos com quadro de horários para aprender sobre as disciplinas, invista em táticas de estudo para ser mais produtivo.

Isso irá reduzir e muito sua ansiedade já que impacta diretamente nas suas horas de sono, nos intervalos para refeições, descolamentos para compromissos e tempo para relaxar.

6. Encontre formas de relaxar

Há várias técnicas que podem reduzir o estresse nos estudos. O que te acalma mais? Respirar fundo? Meditação? Música clássica? Assistir um desenho animado? Assistir um filme de comédia? Qualquer técnica de relaxamento que você escolher pode ajudar a reduzir os sintomas de estresse nos estudos.

7. Faça alguma atividade física

Para prevenir quadros de estresse crônico ou para reduzir ansiedade, os especialistas recomendam a prática de atividade física com regularidade.

O sedentarismo é considerado uma das causas de distúrbios de estresse e podem levar a outras doenças. O exercício físico pode liberar a tensão, aumentar a oxigenação e os níveis de hormônios do bem estar.

E quanto menos tensão você sentir quando estiver diante de uma prova, melhor será seu desempenho.

8. Tenha uma válvula de escape

Tenha uma válvula de escape. Na prática sua “válvula para liberar a pressão” pode ser uma atividade social, como sair com amigos ou praticar esportes e atividades físicas, encontrar um hobby ou participar de um clube de lazer.

9. Previna o estresse das dívidas

Muitos estudantes universitários precisam morar longe dos pais, e esta mudança por si só já é estressante. Outros fatores são o estresse de lidar com o dinheiro e o orçamento, dívidas com mensalidades atrasadas da faculdade ou no cartão de crédito, suspensão de bolsas de estudos.

Antes que fique sobrecarregado de tanta preocupação com o dinheiro procure investir em sua educação financeira para ter informações e conselhos sobre como gerenciar melhor seu orçamento e se preparar para faculdade ou morar sozinho.

10. Converse sobre o estresse nos estudos

Converse com alguém. Às vezes, falar sobre o que te deixa preocupado ou ter alguém ouvindo seus problemas pode reduzir muito o estresse nos estudos.

Além do ombro amigo de uma pessoa querida e próxima, você pode ter apoio por meio de um orientador profissional, ajuda de psicólogos ou psiquiatras para tratar das causas de ansiedade e estresse crônico. Pessoas que podem fornecer serviços para você cuidar da saúde mental e emocional.

Qual dessas dicas para reduzir o estresse nos estudos você vai colocar em prática?

Bons estudos!

Fonte: Canal do Ensino

Por: Maria Angélica

 

Anúncios

Como mandar bem em provas de múltipla escolha?

Olá, leitor!

Quando falamos em vestibular, logo pensamos em provas de múltipla escolha, não é mesmo? Isso porque a maior parte dos concursos públicos e processos seletivos para vaga em universidade apresentam provas de múltipla escolha.

O que os estudantes mais temem nessas provas são as pegadinhas que a maioria das bancas adoram fazer. O tempo é geralmente curto para responder todas as questões e as dúvidas são muitas. Então o que fazer quando o “branco” aparecer?

Será que a melhor maneira de se dar bem nesse tipo de prova é chutar e contar com a sorte? Vamos te mostrar nesse artigo 15 dicas que vão te ajudar muito a não temer mais as provas de múltipla escolha. Vamos conferir?

10 truques para mandar bem em provas de múltipla escolha

provas_de_multipla_escolha

1 – Atenção às palavras que te enganam!

Sabia que em provas de múltipla escolha é comum vermos palavras que intensificam a resposta para parecerem que estão corretas? Em outras palavras, tome muito cuidado com palavras como: sempre, nunca, todos, ninguém.

Normalmente essas palavras que generalizam são características de respostas falsas. Tenha esse truque como uma saída para aquela questão que você não sabe a resposta.

2 – A verdade sobre a resposta maior

Esse é um truque muito conhecido por quem está acostumado a realizar esse tipo de prova. Quando você estiver em dúvidas sobre qual é a resposta correta, preste atenção na resposta que está mais explicativa. Normalmente essa é a correta.

Por outro lado, ainda há pegadinhas com duas respostas mais longas ou quase do mesmo tamanho e aí pode complicar. Nesse caso, leia com muita atenção as duas e tente descobrir a gafe que identifica a resposta.

3 – E quando a resposta não for evidente?

Nesse caso será melhor deixar em branco ou “chutar”? Na maioria das vezes, os organizadores da prova em si descontam pontos de quem deixa uma questão em branco, então o que fazer?

Se você decidir “chutar” a resposta tente escolher entre as respostas b ou c em questões com 4 alternativas (a, b, c, d). Geralmente as respostas corretas estão em uma dessas alternativas. Como os organizadores imaginam ser fácil demais colocar a resposta na primeira alternativa e também óbvio na última, tente as próximas. Quem sabe você ganha um ponto decisivo?

4 – Identifique as palavras-chave

Já parou para pensar na construção do enunciado? Talvez nele esteja implícito a resposta da questão. Por isso, tente grifar ou circular palavras importantes do enunciado. Geralmente a resposta correta é aquela que corresponde às suas anotações.

No enunciado, cuidado para não cair na pegadinha de frase negativa. Pode ser que o enunciado esteja pedindo para marcar a opção incorreta ou esteja negando um fato verdadeiro. Por isso é extremamente importante ler muito bem o que a questão está pedindo.

5 – Deixe um momento para revisão

A revisão faz toda a diferença em provas de múltipla escolha. Sabia que nosso cérebro leva um certo tempo para começar a engajar com um determinado assunto? Quando começamos a fazer as provas ainda estamos com a mente fechada. Mas a partir do momento em que você se sente engajado com as questões da prova, você conseguirá acertar mais questões.

Exatamente por isso que você deverá voltar lá nas primeiras questões e fazer uma profunda revisão, ler com atenção e caso seja necessário, e você estiver seguro disso, mude a sua resposta.

6 – Tente encontrar palavras semelhantes

Já parou para perceber que em provas de múltipla escolha quase todas as opções tem uma informação em comum? Então é certo que a resposta correta deverá conter essa palavra.

Esse truque pode ser utilizado em questões de cálculos matemáticos. Se você não souber a resposta, tente encontrar o elemento comum entre as opções, aí você poderá se direcionar melhor e acertar a questão.

7 – Preste atenção nas alternativas antitéticas

Uma dica válida para responder corretamente é prestar atenção em alternativas antitéticas. Quando você perceber que uma alternativa possui a informação oposta a outra, tenha certeza que uma delas é a correta.

8 – Escolha a resposta verdadeira

Aqui tem um truque interessante que poderá clarear sua mente quando for prestar uma prova de múltipla escolha. Normalmente quando há questões que pedem alternativas verdadeiras ou falsas, a resposta correta é aquela que está construída inteiramente de maneira afirmativa.

Você poderá notar que haverá alternativas com o mesmo início, porém se modificam a partir do meio da frase. Essa é uma das pegadinhas que fazem estudantes perderem vagas.

Por exemplo, veja essas alternativas:

1 – Os alunos estudam porque querem trabalhar.

2 – Os alunos estudam porque não gostam de trabalhar.

Ainda nesse tipo de questão você verá muito alternativas como: todas as questões são verdadeiras ou todas as questões são falsas. Acontece que na maioria das vezes esse tipo de alternativa está ali para confundir o candidato. Portanto, leia atentamente as opções.

9 – Fique atento na resposta mais fácil

Geralmente quando um examinador está elaborando as questões, a resposta correta não pode ter nenhuma margem de dúvida. Isso significa que se você não souber qual delas assinalar, escolha aquela que esteja mais clara pra você, sem palavras estranhas nem empecilhos.

10 – Fique de olho na proporção

Supondo que uma questão tem 5 alternativas, provavelmente 3 alternativas serão absurdas e apenas 1 estará para confundir com a alternativa correta. Então, nesse caso, você deve sempre se atentar a 2 alternativas e eliminar o restante.

Essa técnica de proporção acontece na hora da elaboração das questões para evitar contestações de candidatos ou dificultar muito a análise de resposta correta.

Quando um candidato decide chutar uma questão, ele precisa considerar as seguintes opções:

  • Procurar por divergências de acordo com o enunciado;
  • Considerar a estatística e probabilidade;
  • Identificar as semelhanças entre as alternativas;
  • Identificar palavras absurdas ou que não condizem com o enunciado;
  • Identificar palavras-chave que generalizam toda a alternativa.

O ideal é que o candidato a prestar qualquer tipo de vestibular ou concurso esteja muito bem preparado para não se deparar com aquele “branco”. Quando se tem um conteúdo na ponta da língua ou talvez tenha sido estudado parcialmente, você certamente irá conseguir identificar as respostas corretas.

A partir disso, pode ir eliminando as incorretas e você encontrará a resposta que irá te dar a tão sonhada vaga. Nossa última dica é testar seus conhecimentos em exercícios de múltipla escolha. Tente cronometrar seu tempo e faça uma relação de acertos e erros. Vale até refazer alguma prova anterior.

Boa prova!